O primeiro-ministro António Costa, anunciou que a partir de 1 de Outubro vão reabrir os bares e discotecas mas vão exigir o certificado de vacinação à entrada, ou a apresentação de um teste negativo à covid-19 que também permite aos clientes a entrada em bares e discotecas sendo esta uma condição obrigatória para poder entrar.

Com o aumento da taxa de vacinação em Portugal, em que 85% da população já está vacinada com duas doses, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, justificou que as medidas foram tomadas pois com o aumento da vacinação, deu-se uma queda na incidência da covid-19 com menos de 140 pessoas infetadas por 100.000 habitantes e o índice Rt (Risco de transmissão) é de 0,81.

No entanto o primeiro-ministro evitou falar se em Portugal vai ser necessária uma terceira dose da vacina Covid, mas caso seja necessário, Portugal está preparado e têm vacinas suficientes se for necessário aplicar uma terceira dose, e por isso os postos de vacinação vão continuar abertos.

O primeiro-ministro referiu que é da responsabilidade de cada um a vacinação para ajudar no combate à pandemia em Portugal, e apesar da vacinação não garantir imunidade total lembrou que “os menores de de 12 anos não estão vacinados”.

Apesar do uso da máscara na rua já não ser obrigatório a Direção-Geral da Saúde está a estudar a situação e irá comunicar novas um novo medidas nos próximos dias.

Desde o início do covid-19, Portugal teve mais de um milhão de infeções e 17.938 mortes.

Neste momento, 412 pessoas estão hospitalizadas com covid-19 e 75 estão em terapia intensiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here